01 de abril de 2020 - 21:18

Economia

06/03/2020 05:38

Exportações de soja caem 4,2% em volume e 5,4% em receita em fevereiro

As exportações brasileiras do complexo soja somaram 5,946 milhões de toneladas em fevereiro, 4,2% menos que os 6,207 milhões de toneladas de fevereiro de 2019

A receita com essas vendas recuou 5,4%, para US$ 2,094 bilhões, ante US$ 2,213 bilhões do segundo mês do ano passado. Na comparação mensal, o aumento foi de 132,5% em volume e 140,9% em receita. Em janeiro, o Brasil havia exportado 2,557 milhões de toneladas e US$ 869 milhões do complexo soja.

Nos dois primeiros meses do ano, o volume exportado do complexo totalizou 8,504 milhões de toneladas, queda de 10,6% ante igual período de 2019. Já a receita com as vendas externas somou US$ 2,963 bilhões (-14,8%).

Os dados, da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia, refletem o atraso da colheita da safra de soja 2019/20 em relação ao ano passado, quando já havia grandes volumes de soja disponíveis em fevereiro. Ainda assim, o início da colheita, o grande volume negociado antecipadamente e o dólar forte ante o real garantiram um bom volume de embarques no mês passado.

Em fevereiro (18 dias úteis), o Brasil exportou 5,115 milhão de toneladas de soja em grão, 2,9% menos que os 5,267 milhões de toneladas de fevereiro do ano passado. Na comparação com janeiro, quando as exportações do grão haviam sido de 1,488 milhão de toneladas, houve aumento de 243,7%.

O faturamento com as vendas externas em fevereiro somou US$ 1,783 bilhão, 4,9% abaixo do US$ 1,874 bilhão de fevereiro de 2019. Mas houve incremento de 247,5% em relação aos US$ 513,3 milhões de janeiro. Em fevereiro de 2020 o preço médio da tonelada da soja em grão exportada foi de US$ 348,60, ante US$ 344,90/t no mês anterior e US$ 355,90 em fevereiro de 2019.

No acumulado do bimestre, o volume exportado chega a 6,604 milhões de toneladas, 9,6% abaixo de igual intervalo de 2019. Em receita, os embarques ao exterior atingem US$ 2,296 bilhões (-13,1%).

De farelo de soja, as exportações em janeiro foram de 770,6 mil toneladas, 14,8% menos que as 904,6 mil toneladas de igual mês do ano passado. Na comparação com janeiro, quando o Brasil exportou 1,057 milhão de toneladas, o recuo foi de 27,1%. A receita com os embarques ao exterior em fevereiro recuou 18,2%, para US$ 258,5 milhões, contra US$ 316,1 milhões em fevereiro de 2019. A queda em relação ao mês anterior (US$ 346,1 milhões) foi de 25,3%. O preço médio da tonelada de farelo de soja embarcada no mês passado foi de US$ 335,40, contra US$ 327,40/t em janeiro/20 e US$ 349,90/t em fevereiro/19.

Na soma de janeiro e fevereiro, as exportações atingem 1,827 milhão de toneladas, 14,6% abaixo de igual período do ano passado. Em receita, foram US$ 604,60 milhões (-23,3%).

Já de óleo de soja o Brasil exportou em fevereiro 60,4 mil toneladas, 67,3% acima das 36,1 mil de toneladas embarcadas em fevereiro de 2019. Na comparação com janeiro, quando saíram 12,6 mil toneladas do país, o volume cresceu 379,4%. Já a receita totalizou US$ 52,2 milhões, aumento de 125,0% ante 23,2 milhões em fevereiro do ano passado. Na comparação mensal, as exportações aumentaram 427,3%, ante US$ 9,9 milhões em janeiro. O preço médio do produto embarcado foi de US$ 865,30 a tonelada, ante US$ 782,70/t em janeiro/20 e US$ 641,50/t em fevereiro/19.

No acumulado dos dois primeiros meses do ano, o volume exportado foi de 73 mil toneladas, queda de 1,6% ante igual intervalo de 2019. Em receita, as vendas externas totalizaram US$ 62,10 milhões (+31,6%).


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.